Resenha: Os Sonhadores | The Dreamers (2003)


Sinopse

Em maio de 1968, o jovem estadunidense Matthew, estudante de intercâmbio, vai para Paris para estudar francês. Completamente apaixonado por cinema, ele rapidamente faz amizade com a jovem francesa Isabelle e seu irmão gêmeo Theo. Os três têm, em comum, uma enorme paixão pelo cinema, sobretudo cinema clássico. A amizade entre eles começa a florescer. Matthew passa a descobrir uma intimidade fora do comum, da qual os irmãos franceses compartilham, em meio a jogos psicológicos sob a temática do cinema clássico. Matthew fica inicialmente confuso e impactado, mas aos poucos começa a ser atraído para o mundo deles. Por todo o tempo eles vivenciam uma paixão mútua e isolam-se totalmente do mundo, distanciando-se completamente do contexto conturbado em que vivia a França em maio de 1968.

Direção: Bernardo Bertolucci
Ano: 2003
Duração: 114  minutos
Gênero: Drama

Trailer:
(Não achei legendado)

Avaliação

Filme maravilhoso. Principalmente para uma cinéfila como eu. Durante o filme, os personagens encenam cenas de filmes e falam sobre eles, é lindo. Suas rotinas são baseadas em filmes, suas vidas são baseadas em filmes. Os personagens são cheios de paixão, quebram tabus e vivem em mundo só deles, um mundo de prazer, isolados de todo o resto. Se você é apaixonado por filmes como eu, não tem como escapar, você precisa assistir.

Beijos,
Ananda

Um comentário:

  1. Grande filme. Novamente Bertolucci ocupa o padrão cinéfilo entre sexo e política. Os Sonhadores é uma história interessante e cativante amor diretamente ligada ao contexto político-cultural aconteceu na primavera de '68 tumultos na cidade de Paris, capturando perfeitamente cenários e ambientes. Uma fita sedutor, com um grande elenco sobre todos os atores de cinema Eva Green (Isabelle) e Louis Gardel (Theo), surpreso com a simplicidade e graça encarnado quando alguns personagens e complexo coloridas, como Michael Pitt que, completando o trio, e ao abrigo de um apático, alucinado enquanto aparentemente atira trabalho com interpretação meticuloso, embora às vezes um pouco inútil. No geral, é um drama de amor cheio de ideais e descobertas que adora o cinema.

    ResponderExcluir